16 de mai de 2009

Reunião de Pais e Mestres - "O teu filho te vê como herói, não te transforme em tirano aos olhos dele. "(Plutarco)

Eu aprendi
EU APRENDI, QUE ALGUMAS VEZES TUDO O QUE PRECISAMOS É DE UMA MÃO PARA SEGURAR E UM CORAÇÃO PARA NOS ENTENDER

EU APRENDI, QUE DEVERÍAMOS SER GRATOS A DEUS POR NÃO NOS DAR TUDO QUE LHE PEDIMOS;
EU APRENDI, QUE SÃO OS PEQUENOS ACONTECIMENTOS DIÁRIOS QUE TORNAM A VIDA ESPETACULAR.

( WILLIAN SHAKESPEARE)






"A melhor maneira de ter bons filhos é fazê-los felizes."




A história do lápis
O menino olhava a avó escrevendo uma carta. A certa altura, perguntou:

- Você está escrevendo uma história que aconteceu conosco?E por acaso, é uma história sobre mim?
A avó parou a carta, sorriu, e comentou com o neto:
- Estou escrevendo sobre você, é verdade.
Entretanto, mais importante do que as palavras, é o lápis que estou usando. Gostaria que você fosse como ele, quando crescesse.
O menino olhou para o lápis, intrigado, e não viu nada de especial.
- Mas ele é igual a todos os lápis que vi em minha vida!
-Tudo depende do modo como você olha as coisas.
Há cinco qualidades nele que, se você conseguir mantê-las, será sempre uma pessoa em paz com o mundo:

"Primeira qualidade:
Você pode fazer grandes coisas, mas não deve esquecer nunca que existe
uma Mão que guia seus passos. Esta mão nós chamamos de Deus, e Ele deve
sempre conduzi-lo em direção à Sua vontade".

"Segunda qualidade:
De vez em quando eu preciso parar o que estou escrevendo, e usar o
apontador. Isso faz com que o lápis sofra um pouco, mas no final, ele
está mais afiado. Portanto, saiba suportar algumas dores, porque elas o
farão ser uma pessoa melhor."

"Terceira qualidade:
O lápis sempre permite que usemos uma borracha para apagar aquilo que
estava errado. Entenda que corrigir uma coisa que fizemos não é,
necessariamente algo mau, mas algo importante para nos manter no
caminho da justiça".

"Quarta qualidade:
O que realmente importa no lápis não é a madeira ou sua forma exterior,
mas o grafite que está dentro. Portanto, sempre cuide daquilo que
acontece dentro de você."

"Finalmente, a quinta qualidade do lápis: ele sempre deixa uma marca.
Da mesma maneira, saiba que tudo que você fizer na vida, irá deixar traços, e procure ser consciente de cada ação".




Não se classifica um herói pelas bravuras,
mas pelo futuro que ainda há de desbravar!








TEXTO PARA REFLEXÃO

DE QUEM É A BOLA ?

É de Adão e Eva
É do Governo
É do sistema
É do pai . . . da mãe
È da Igreja
É da Escola

Afinal, de quem é a bola ?

Adão e Eva
No princípio do mundo, Adão e Eva cometeram a primeira falha contra Deus. Os homens passaram a atribuir todo o mal do mundo: as doenças, as crises, os sofrimentos à falta cometida por Adão e Eva.
“A Bola”, o problema, era sempre atribuído ao pecado de Adão e Eva.
Acontece que as crises foram aumentando, o mundo desenvolvendo, o homem conscientizando-se e concluindo que a bola não era de Adão e Eva, jogando a bola para o Governo.
A bola passou a ser do governo . . .

O Governo
O governo passou a ser responsável por todos os problemas, por todos os males que envolviam a humanidade.
O povo passava fome por causa do governo . . .
A educação não ia bem por causa do governo . . .
Professores não eram competentes por causa do governo . . . Coitado do governo. Coitado do presidente.
Jogavam a bola para a sua mão, responsabilizando-os dos pequenos aos grandes problemas.
Acontece que o povo percebeu que a bola não era do governo mas sim do sistema; e levaram a bola para o sistema.

O sistema
Quem é o senhor sistema ? O que ele faz? Onde ele fica ? Por que as famílias acusam o senhor sistema como responsável pelos problemas.
Responsabilizaram pais, educadores, o senhor sistema pelo elevado número de marginais que aparecem nas grandes capitais.
Culpa o senhor sistema de não tê-los educado e não possuírem família.
Afinal, a bola é do sistema ?
O povo continua a questionar: “De quem é a bola ?” e acham como resposta que a bola é do pai e da mãe . . .
O pai joga a bola para a mãe acusando-a de responsável pela educação dos filhos. Se os filhos vão mal ele diz: “Você não para em casa, você não os acompanha, não cuida da saúde; só pensa em emancipação, quer ter os mesmos direitos dos homens, trabalha dois horários.
Essa família vai mal !!!!!!!!!!!!!!
A mãe, por sua vez, sentindo-se injustiçada, joga a bola para o pai, acusando-o por não estar presente no lar nos momentos difíceis de educar, dizendo-lhes que ele só tem tempo para futebol, trabalho, amigos etc.
Essa família vai muito mal !!!!!!!!!
Acontece que os dois em crise resolvem justificar o erro de grande responsabilidade, jogando a bola para a Igreja. A Igreja abraça a bola e fica com ela. Mas depois percebe que a Escola pode também ajudar. Então a bola vai para a escola.

Escola
A escola recebe reflexo dos problemas familiares e sociais, traduzindo-os em alunos subnutridos, carentes, aprendizagem lenta, desajustados . . .
Mas a escola resolve se isentar desta responsabilidade de educar e diz que o problema “A bola” é do pai, da mãe, do sistema , do governo e que ela só vai fazer aquilo que lhe compete.
Acontece que a bola continua solta . . .
O mundo em decadência, as crises aumentando, os homens se violentando, as crianças se degenerando e o mundo que foi criado para ser um paraíso passa a ser um campo de concentração, de guerra e desamor.
“A Bola” sendo jogada pra lá e prá cá, o problema não chega à uma solução porque todos tiram o corpo fora, omitindo-se, alheios diante do amor e da responsabilidade.

Portanto, deixando com vocês agora, a “bola”.
A responsabilidade está nas mãos de cada um, portanto, compete a todos nós.
Nossa escola não quer jogar essa bola para ninguém.
E a pergunta é: VAMOS SEGURAR ESSA BOLA JUNTOS???
*
Reunião de Pais e Mestres realizada em 15-05-2009
4º ano A e D
Professores: Ana Lucia, Olívia, Regiane e Wellington
Leituras Compartilhadas:
A história do lápis
De quem é a bola?
Relembrando bilhetes recebidos na 1ª reunião
Cartas e mensagens carinhosas agradecendo a presença na 2ª reunião
Observação de gráficos das turmas: Desempenho no Simulado, Produção e Deveres de casa
Diálogo; observação de conceitos e orientações
Apresentação de Registro fotográfico de atividades desenvolvidas
Música: Pra sempre em meu coração (Cristina Mel)
Agradecimentos pelo acompanhamento na Vida Escolar.
*
*
Os pais têm o dever de sustentar, guardar e educar os filhos, quando crianças e adolescentes (artigo 22 do ECA). Na falta de recursos, os pais têm o direito de procurar um programa oficial de orientação de apoio à família que os ajude a criar e educar seus filhos. O descumprimento injustificado de suas atribuições pode levar, em primeiro lugar, à obrigação administrativa de cumpri-las por determinação do Conselho Tutelar (artigo 101 do ECA); em segundo lugar (se tiver condição financeira para isso ), ao pagamento de multa (artigo 249 do ECA); e, em terceiro lugar, a responder a um processo (artigo 155 do ECA) para possível perda do pátrio poder (artigo 24 do ECA).





*

Que a saudade gostosa de acompanhar com amor seja sempre guardada no coração.

*

"Não basta ser pai, acompanhar a vida escolar é tudo."

Internet, instrumento valioso para acompanhar e enriquecer a aprendizagem. Incentive o seu filho, oriente-o nas pesquisas, deveres escolares e esteja sempre ao seu lado, os professores orientam contribuindo para a ampliação do conhecimento; os pais ou responsáveis são os maiores e melhores exemplos.

Nenhum comentário: