30 de mar de 2013

Partilha - Momento único, abençoado, PARTILHA na VIDA ESCOLAR

Partilha na VIDA ESCOLAR
*
O encontro com Deus Amor envolve não só o coração, mas também o intelecto:
«O reconhecimento do Deus vivo é um caminho para o amor, e o sim da nossa vontade à d’Ele une intelecto, vontade e sentimento no acto globalizante do amor. Mas isto é um processo que permanece continuamente a caminho: o amor nunca está "concluído" e completado» (ibid., 17). Papa Bento XIV
Da partilha deste Pão nasce e se renova a capacidade de compartilhar também a vida e os bens, de levar os pesos uns dos outros, de ser hospitaleiros e acolhedores.

Momento único, abençoado, de grande emoção, celebrar a Vida.
EMEF.General Newton Reis - 3º ano E
EE.Força Aérea Brasileira - 4º ano A
*
“Não pode faltar a Palavra, não pode faltar-nos o Pão, não pode faltar compromisso, a quem quer um mundo de irmãos.
Teu pão, ó Senhor, nos sustenta, na luta de um mundo melhor. ..."Ir. Marlene Bertoldi
*
3º ano E " Newton Reis"

4º ano A " Força Aérea Brasileira"

Após as atividades da Páscoa,
pesquisas, leituras, produções,
confecção de coelhinhos, símbolos da Páscoa,
diálogo, a roda de conversa sobre Páscoa, Partilha,
 o produto final : A PARTILHA na VIDA ESCOLAR.



“Não pode faltar a Palavra, não pode faltar-nos o Pão, não pode faltar compromisso, a quem quer um mundo de irmãos.


Oração de todos os dias
Meu anjinho protetor
Guardai-me por todas as noites
E por mais esse dia.
Que o meu corpo não seja machucado
E as minhas tarefas saiam bem feitinhas.
Meu anjinho eu te peço,
Somente o seu amor,
Ao lado dos meus amigos,
dos professores
e dos meus familiares.
Obrigado Papai do céu por mais esse dia
e por todos os dias.
Amém!
*
Partilhe o bem,
sem olhar a quem.
Partilhe o vinho,
amplie o seu carinho.

A MESA DO PÃO


Na última ceia, Jesus de Nazaré quis dar um lugar privilegiado ao corpo: “Tomai e comei: Isto é o meu corpo” (Mc 14, 22; Mt 26, 20); “Tomai e bebei: este é o cálice do meu sangue”. Estes gestos eucarísticos são a expressão máxima da vida de Jesus. Toda sua vida foi uma entrega radical de amor, na mais plena gratuidade. A vida toda de Jesus foi eucaristia: partilhou o pão com a multidão faminta (Mc 8,1-10), teve compaixão, identificou-se com os pobres, com os pequenos, encontrou-se com uma variedade de rostos e “amou a todos até o fim” (Jo 13, 1).
A mesa do Pão é força na caminhada do povo. Torna-se comunhão, isto é, plena união entre Jesus e as pessoas. É energia de vida cuja fonte é o próprio Deus que se dá em alimento.
A comunidade se encontra na mesa do Pão. Celebra a vida, partilha alegrias, sofrimentos... reforça o sentido da solidariedade...
O sonho de Jesus era fazer uma humanidade eucarística, isto é, que o grande sacramento fosse a partilha. Ele mesmo foi reconhecido pelos seus discípulos na partilha do pão. Todo cristão e cristã será verdadeira-mente seguidor de Jesus quando se transformar em eucaristia partilhada.
Jesus é o pão da vida. “Quem vem até ele nunca mais tem fome e o que nele crê nunca mais tem sede”
(Jo 6, 34).
Podemos cantar para tomar consciência do grande mistério eucarístico e do compromisso que nos propõe:
“Não pode faltar a Palavra, não pode faltar-nos o Pão, não pode faltar compromisso, a quem quer um mundo de irmãos.
Teu pão, ó Senhor, nos sustenta, na luta de um mundo melhor. O teu Evangelho transforma! Tu és nosso Deus Salvador!”  Ir. Marlene Bertoldi


http://www.pime.org.br/catequese/cateqmjdineucaris2.htm

3º ano E

4º ano A

Partilha Coletiva - EMEF.General Newton Reis

Partilha Coletiva - EMEF.General Newton Reis


A mesa do Pão é força na caminhada do povo. Torna-se comunhão, isto é, plena união entre Jesus e as pessoas.
É energia de vida cuja fonte é o próprio Deus que se dá em alimento


“Não pode faltar a Palavra, não pode faltar-nos o Pão, não pode faltar compromisso, a quem quer um mundo de irmãos.

Trabalhar o pão

Padre Zezinho

Trabalhar o pão,
Celebrar o pão,
Oferecer e consagrar e comungar o pão (bis)

Fruto do suor e do trabalho,
Sacrifício que Jesus pediu,
Pão da liberdade e da justiça,
Pão da vida, pão do céu:
Te ofertamos porque tudo é teu.

Fruto da esperança e da partilha,
Santa missa que nos faz irmãos,
Pão da liberdade e da justiça,
Pão da vida, pão do céu:
Pão bendito de libertação!


Os símbolos Pascais - Partilha

Bíblia
Vinho

Pão
Girassol
Sino
Vela
Cordeiro
Óleo
Cruz
Coelho
Ovo
Colomba

Páscoa Vida Nova
(Maria Vitória - 3ºE)



As origens do termo

A Páscoa é uma das datas comemorativas mais importantes entre as culturas ocidentais. A origem desta comemoração remonta muitos séculos atrás. O termo “Páscoa” tem uma origem religiosa que vem do latim Pascae. Na Grécia Antiga, este termo também é encontrado como Paska. Porém sua origem mais remota é entre os hebreus, onde aparece o termo Pesach, cujo significado é passagem.

Entre as civilizações antigas
Historiadores encontraram informações que levam a concluir que uma festa de passagem era comemorada entre povos europeus há milhares de anos atrás. Principalmente na região do Mediterrâneo, algumas sociedades, entre elas a grega, festejavam a passagem do inverno para a primavera, durante o mês de março. Geralmente, esta festa era realizada na primeira lua cheia da época das flores. Entre os povos da antiguidade, o fim do inverno e o começo da primavera era de extrema importância, pois estava ligado a maiores chances de sobrevivência em função do rigoroso inverno que castigava a Europa, dificultando a produção de alimentos.

A Páscoa Judaica
Entre os judeus, esta data assume um significado muito importante, pois marca o êxodo deste povo do Egito, por volta de 1250 a.C, onde foram aprisionados pelos faraós durantes vários anos. Esta história encontra-se no Velho Testamento da Bíblia, no livro Êxodo. A Páscoa Judaica também está relacionada com a passagem dos hebreus pelo Mar Vermelho, onde liderados por Moises, fugiram do Egito.
Nesta data, os judeus fazem e comem o matzá (pão sem fermento) para lembrar a rápida fuga do Egito, quando não sobrou tempo para fermentar o pão.

A Páscoa entre os cristãos
Entre os primeiros cristãos, esta data celebrava a ressurreição de Jesus Cristo (quando, após a morte, sua alma voltou a se unir ao seu corpo). O festejo era realizado no domingo seguinte a lua cheia posterior al equinócio da Primavera (21 de março).
Entre os cristãos, a semana anterior à Páscoa é considerada como Semana Santa. Esta semana tem início no Domingo de Ramos que marca a entrada de Jesus na cidade de Jerusalém.

A História do coelhinho da Páscoa e os ovos
A figura do coelho está simbolicamente relacionada à esta data comemorativa, pois este animal representa a fertilidade. O coelho se reproduz rapidamente e em grandes quantidades. Entre os povos da antiguidade, a fertilidade era sinônimo de preservação da espécie e melhores condições de vida, numa época onde o índice de mortalidade era altíssimo. No Egito Antigo, por exemplo, o coelho representava o nascimento e a esperança de novas vidas.
Mas o que a reprodução tem a ver com os significados religiosos da Páscoa? Tanto no significado judeu quanto no cristão, esta data relaciona-se com a esperança de uma vida nova. Já os ovos de Páscoa (de chocolate, enfeites, jóias), também estão neste contexto da fertilidade e da vida.

A figura do coelho da Páscoa foi trazido para a América pelos imigrantes alemães, entre o final do século XVII e início do XVIII

26 de mar de 2013

Páscoa e a Partilha


Escrever é estar no extremo de si mesmo.
( João Cabral de Melo Neto )




Partilha
(Olívia Cardoso)


Partilha, palavra que podemos cultivar


A partilha de um carinho...
A partilha de um amor maior...
O olhar por entre olhos que te olham...
Partilha, que podemos compartilhar.
Sem medo, sem egoísmo e sem vaidade.
Ato de doar-se, sem esperar retribuição.
PARTILHA, que compartilha felicidade...
No sorriso de um ser especial,
Na pureza de uma criança,
Na expectativa de uma nova vida;
Carregada de ternura, amor e esperança.
Partilhando o pão, o afeto e atenção
Sinônimo de amor que ilumina a vida.
Renova a alma e ativa um sentimento chamado compaixão.
Partilhe, compartilhe e abra as portas, do seu coração.



Oi profª Olívia vou deixar a minha produção aqui no blog

 ´´Vida nova``
autor: Otávio - 3º ano E 
Vencer a preguiça e começar uma vida nova.
 Interessante a páscoa.
 Dia feliz e alegre na páscoa.
 Alegria na páscoa.

 Na páscoa comemoramos o renascimento de Jesus.
 O nosso amor começa agora.
 Vamos começar nossa páscoa.
 Alegria para todos nós.



 
Páscoa Amor
[Ana Julia dos Santos Campos- digitado no blog]
Páscoa é vida.
Amor no coração.
Somente uma vez no ano.
Coelhinhos são lindos.
Os coelhinhos têm o coração muito bom.
A vida deles é linda de coelhinhos para filhotinhos o planeta gosta deles.


A mãe deles é linda.
Muito bonitos são eles.
O coelhinho nenê é lindo.
Rindo eles são fofos.







Coelhinhos e a Páscoa



A escrita é a pintura da voz.
( Voltaire )


4º ano A - FAB



Eu acho que toda boa escrita é uma luta. Escrever do modo que você sente que pode tem que ser uma luta, quase por definição, porque você pode sempre melhorar.
( Jane Asher )